Que papelão! Ministros do STF invadindo e usurpando competências constitucionais alheias

Finalmente a PGR fez cumprir a Constituição da República Federativa do Brasil e defendeu o papel PRIVATIVO do Ministério Público de agente acusador, quebrando a crista de magistrados, que são cidadãos comuns como quaisquer dos contribuintes quem pagam impostos para sustentá-los, mas se julgam deuses..

“Dura Lex, Sed Lex”! A lei é dura, mas é a lei. Ela existe para ser cumprida, sem distinção de qualquer natureza, deve ser dura e para todos.

LAVA TOGA JÁ! Leia mais