Esse país tem o povinho vagabundo que merece e esse povinho ordinário tem o governo corrupto que merece

Hoje, na parte da manhã, levei minha mãe idosa até uma agência bancária que tem em sua frente três vagas reservadas. Uma para deficientes e duas para idosos e minha mãe tem o cartão de idoso e por isso eu poderia ter colocado o carro em uma das vagas, mas em respeito a outro idoso que poderia precisar mais que minha mãe, procurei uma vaga em outro lugar e estacionei o carro meia quadra distante do banco.

Minha mãe entrou na agência e fiquei esperando fora do banco, ao lado da vaga de deficientes, na qual estacionou um carro do qual desceu um garotão sarado, de boné e bermuda e uma mulher de corpo esbelto e esguio. Fiquei olhando a cena estarrecido e o playboizão percebeu e veio tirar satisfação comigo dizendo que a sua mulher, que não tinha barriga alguma, estava grávida.

Perguntei para ele se o CID de gravidez tinha sido mudado para o grupo das deficiências, pois se assim o tivesse, eu não estava sabendo. O cocô boy começou a engrossar e o convidei a discutir o assunto no distrito policial mais próximo, na presença do delegado. O cidadão desapareceu rapidamente da minha frente, mas deixou o carro na vaga.

Após o pseudo cidadão fugir do meu convite, apareceu uma mulher que “guarda os carros”, uma daquelas pessoas que ficam no entorno “orientando” motoristas, fazendo “segurança” do veículo, guardando vagas, por dinheiro, uma atividade ilegal, tomar as dores do “pacato cidadão” e disse que as vagas eram para serem usadas e outro monte de asneiras mais. Apontei-lhe os erros que ela já tinha cometido e que eu tinha visto, como por exemplo orientar um motorista a estacionar uma caminhonete em local marcado com faixa amarela pintada no asfalto, que significa “proibido parar ou estacionar”, o que poderia acarretar na apreensão do veículo e etc. A mulher me disse um monte de adjetivos que não cabem aqui.

Diante do fato, fica aqui uma constatação: “ESSA REPUBLIQUETA DE BANANAS NÃO VAI PARA FRENTE POR CAUSA DO POVO VAGABUNDO E ORDINÁRIO QUE TEM”.

O Brasil jamais será um país sério e desenvolvido. Jamais será uma potência mundial porque o povo que o habita não vale nada. É indisciplinado, parasita, vagabundo, desleixado… Tem todos os vícios possíveis e imagináveis existentes no universo e merece o desgoverno, os políticos e os magistrados corruptos que tem, sendo o mesmo povo que acredita em almoço grátis e elege os piores ladrões e corruptos para o legislativo e o executivo. É um povo masoquista, que gosta de sofrer, bem ao estilo “mulher de malandro” que só fica satisfeita e feliz quando seu macho a espanca até ela não conseguir parar em pé.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s