A verdade, nada além da verdade sobre a prisão em segunda instância

Além do Lula, o psicopata corrupto odiado por todos os brasileiros que tem um pingo de vergonha na cara, o que mais está por trás do desespero do STF-L (supremo tribunal federal do Lula) em acabar com a prisão em segunda instância?

Resposta bem elementar: os interesses de grandes bancas de advogados e escritórios de advocacia que tem assento no STF-L.

Lula é a menor parte da necessidade imperiosa de acabar com a prisão em segunda instância. Lula está chantageando e ameaçando os togados cujos rabos ele tem preso em suas mãos, mas não tem tanto poder e importância quanto se pensa porque, se quiserem, silenciam Lula facilmente, pois ele está bem ao alcance das mãos daqueles que ele chantageia e que, como denunciou o Min. Joaquim Barbosa, um petista covarde que se esmerou ao máximo no cinismo para livrar Lula na ação penal 470, o processo do mensalão, mas depois pediu aposentadoria com medo de ser desmascarado, alguns ministros do STF-L tem capangas e jagunços a seus serviços, conforme se pode conferir no vídeo abaixo, e não exitarão um segundo sequer em exterminá-lo caso ele continue a incomodar e atrapalhar os planos e interesses dos “donos do poder” que molham, com dinheiro roubado dos contribuintes, as mãos dos seus paus-mandados togados.

Citando apenas dois exemplos, para quem não sabe, a esposa do Min. PSDBista Gilmar Mendes, Sra. Guiomar Mendes, trabalha para o escritório Bermudes & Advogados Associados e foi o pivô da censura à Revista Crusoé. A esposa do Min. PTista Dias Tóffoli representa o escritório Rangel Advocacia, esta denunciada pela Revista Crusoé por pagar mesada de R$100.000,00 reais mensais ao marido, dinheiro este usado para sustentar a ex-esposa de Tóffoli.

As bancas de advogados com seus respectivos membros no STF-L defendem , a peso de ouro, lobby de grandes empresas e corporações contra os interesses nacionais e do contribuinte que sustenta esta republiqueta bananeira, bem como protegem os criminosos ricos postergando, com interposição de infindadas ações, recursos, embargos, na conhecida prática do jus sperneandi, cujo nome verdadeiro é litigância de má-fé (conforme art. 17 e outros do Código Civil), objetivando únicamente impedir o cumprimento das sentenças e empurrando-as à prescrição, livrando assassinos, ladrões, corruptos, maníacos sexuais (pedófilos, zoófilos, necrófilos, etc) latrocidas, traficantes de drogas… Tudo “gente boa”, milionário/bilionária que, em um país decente, estaria apodrecendo em túmulos anônimos, mas nesta republiqueta bananeira manda e desmanda a bel prazer.

O fim da prisão em segunda instância não tem como objetivo proteger o cidadão inocente de ser preso injustamente, mas sim livrar o criminoso de ser preso justa e legalmente, simples assim.

Os criminosos pretos e/ou pobres e os inocentes presos injustamente continuarão apodrecendo nas cadeias sem a menor atenção do STF-L, que não pensa nem um pouco neles, mas apenas nos criminosos ricos que corrompem seus togados através das bancas de advogados.

ESSA É A PURA, NUA E CRUA VERDADE, DOA A QUEM DOER!

[Voltar]

Hits: 236