Verdades sobre Lula, o PT e sua quadrilha

O economista liberal, Rodrigo Constantino acaba de ser bloqueado 7 dias no FACEBOOK, porque publicou uma lista de Petistas, que fomentam um verdadeiro golpe comunista no país.
Já que ele não pode falar por 7 dias , segue aqui a lista:

Alcione
André Singer
Barbara Garcia
Camila Pitanga
Carlinhos Brown
Chico Buarque
Chico César
Chico Pinheiro
Cristiana Lôbo
Delfim Netto
Dinho Ouro Preto
Emir Sader
Fábio Konder Comparato
Felipe Santa Cruz
Fernanda Torres
Fernando Morais
Frei Betto
Gilberto Gil
Gregorio Duvivier
Guilherme Boulos
Jô Soares
José de Abreu
Juca Kfouri
Kennedy Alencar
Laerte Coutinho
Leandro Karnal
Leonardo Attuch
Leonardo Boff
Leonardo Sakamoto
Letícia Sabatella
Luís Carlos Bresser-Pereira
Luis Fernando Verissimo
Luis Nassif
Luiz Carlos Barreto
Luiz Gonzaga Belluzzo
Luiza Trajano (Magazine Luiza)
Marcelo Adnet
Marcio França
Maria Rita Kehl
Marieta Severo
Marilena Chaui
Mário Sérgio Cortella
Mino Carta
Miriam Leitão
Osmar Prado
Pablo Villaça
Paulo Betti
Paulo Nogueira Batista Jr.
Pedro Bial
Preta Gil
Reinaldo Azevedo
Renato Janine Ribeiro
Serginho Groisman
Tico Santa Cruz
Tonico Pereira
Viviane Mosé
Vladimir Safatle
Xico Sá
Wagner Moura

Não comprem mais nada deles. Não assistam seus programas, não leiam suas colunas. Não comprem seus livros, não vão às suas peças de teatro, não comprem seus CDs.
Eles precisam saber que não será impune atentar contra a Democracia. Viver as custas do Capitalismo e difundir Comunismo CT ex/Socialismo, é no mínimo falta de caráter.

NÃO ESQUEÇA DE COMPARTILHAR!!!
🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷
Não podemos dar audiência a quem trai nosso país!

Para não cair no esquecimento

👇🏼 Recebido via WhatsApp.

Em 26 de fevereiro de 1991, um grupo de cerca de 40 guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC), que se autodenominava “Comando Simon Bolívar”, adentrou o território brasileiro, próximo à fronteira entre Brasil e Colômbia, as margens do Rio Traíra, no Estado do Amazonas, e atacou de surpresa o Destacamento Traíra do Exército Brasileiro, que estava em instalações semi-permanentes e que possuía apenas 17 militares, efetivo muito inferior ao da coluna guerrilheira que o atacara. Operações de inteligência afirmam que o ataque foi motivado pela repressão exercida pelo destacamento de fronteira ao garimpo ilegal na região, uma das fontes de financiamento das FARC. Nesse ataque morreram três militares brasileiros e nove ficaram feridos. Várias armas, munições e equipamentos foram roubados.

Imediatamente, as Forças Armadas Brasileiras, autorizadas pelo Presidente Fernando Collor de Mello e com o conhecimento e apoio do Presidente colombiano César Gaviria Trujillo, deflagraram, secretamente, a Operação Traíra, com o objetivo de recuperar o armamento roubado e desencorajar novos ataques. Uma reunião bilateral entre representantes do Brasil e da Colômbia, em caráter de urgência, foi realizada em Leticia, na Colômbia, no dia 9 de março, na qual planos de ação foram discutidos e traçados. Ambas as delegações concordaram sobre compartilhar, de imediato e também ao longo das semanas seguintes, informações sobre atividades subversivas, terroristas ou ligadas ao narcotráfico.

A Força Aérea Brasileira apoiou a Operação Traíra, com seis helicópteros de transporte de tropas UH-1H, seis aeronaves de ataque ao solo AT-27 Tucano e aviões transporte C-130 Hércules e C-115 Búfalo.

A Marinha do Brasil apoiou a Operação Traíra com um Navio Patrulha Fluvial, que ficou baseado em Vila Bittencourt, cooperando com o apoio logístico e garantindo a segurança daquela região.

O Exército Brasileiro enviou suas principais tropas de elite: operadores de Forças Especiais e de Comandos, do então Batalhão de Forças Especiais (atuais 1º Batalhão de Forças Especiais e 1º Batalhão de Ações de Comandos), e também militares do, então, 1º Batalhão Especial de Fronteira (atual 8° BIS), para atacar a base guerrilheira que se encontrava em território colombiano, próxima à fronteira. Também deram apoio militares do 1º Batalhão de Infantaria de Selva, Batalhão Amazonas, principal Unidade do Comando Militar da Amazônia. O Comando de Aviação do Exército se fez presente fornecendo o meio de transporte utilizado pelos combatentes empregados na missao: 4 helicópteros de manobra HM-1 Pantera e 2 helicópteros de reconhecimento e ataque HA-1 Esquilo.

O saldo da Operação Traíra foi de 62 guerrilheiros mortos, inúmeros capturados e a maior parte do armamento e equipamento recuperados.

Desde então, nunca mais se soube de invasões das FARC em território brasileiro, assim como ataques a militares brasileiros.

A maior parte da sociedade brasileira não sabe disso.

O Exército realizou em 26/02/2019 homenagens aos heróis que tombaram defendendo nosso território.

Nenhuma rede de TV fez questão de divulgar o fato.

Mas nós compartilhamos aqui.

Entendemos a importância da comunicação com responsabilidade nas redes sociais.

Ainda tem gente que acredita em Papai Noel, fada madrinha, duende…

Com tantos magistrados e políticos com o rabo preso nas mãos do molusco psicopata, ladrão e cachaceiro Lula, ele pode confessar até que mandou matar o Papa e por fogo em Roma que não irá para a cadeia.

Podem ter certeza que o vagabundo inútil será candidato a presidência em 2022 e o povo é que deverá acabar com ele, na base do arremesso de ovos e merda no palanque dele e não votando nele.

Assistam ao vídeo e tirem suas conclusões.

https://youtu.be/7UkMkv6NpBA